Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Pato Branco terá câmeras de monitoramento em espaços públicos

Zucchi e representantes de setores da segurança pública se reuniram nesta sexta-feira (27), para planejar a instalação do serviço

 

O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, se reuniu nesta sexta-feira (27), com representantes de setores da segurança pública para iniciar a implantação de um sistema de monitoramento por câmeras em logradouros públicos. O diálogo definirá os pontos da cidade que receberão os equipamentos, as especificações técnicas das câmeras, bem como a forma da prestação e manutenção do serviço.

Conforme o prefeito Zucchi, esse planejamento dará embasamento para licitar o serviço, que será custeado pelo Município. O prefeito adiantou, ainda, que inicialmente serão implantadas entre 20 e 25 câmeras, cujos pontos atenderão a demanda da Prefeitura, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Depatran, Conselho Municipal de Segurança, União de Barros, entre outros.

“É fundamental que a sociedade participe desse processo para definirmos os pontos de monitoramento. É um marco importante para a segurança do nosso Município, pois embora sejamos uma cidade tranquila, queremos prevenir a criminalidade, coibindo o vandalismo, a destruição das nossas floreiras, luminárias e todo tipo de depredação do patrimônio público, o que infelizmente tem sido frequente”, enfatizou Zucchi.

No encontro, ficou definido que o monitoramento das câmeras será feito pela Polícia Militar. Para o comandante do 3º BPM, tenente-coronel Éveron César Puchetti Ferreira, além de contribuir na segurança pública e monitorar o fluxo de pessoas nas ruas, as câmeras auxiliarão na mobilidade urbana, bem como no trabalho no Corpo de Bombeiros, Secretaria de Saúde e Samu.

“Quando os veículos de emergência se deslocam para busca, salvamento e incêndio, precisam saber qual é o local mais adequado para chegar na ocorrência mais rapidamente. Não falamos somente do ponto de vista da criminalidade, dos delitos contra o patrimônio, falamos também da mobilidade urbana e do salvamento de vidas, pois esta é uma questão muito mais ampla”, ponderou Puchetti. Na terça-feira (01), as entidades terão outro encontro, quando serão definidos os pontos que receberão as câmeras – a reunião será às 14h, no 3º BPM.

Embora ainda estejam sendo estudados os melhores pontos para instalação das câmeras, dados apresentados pela Polícia Civil apontam a necessidade da vigilância em rodovias, trevos de acesso à cidade e bairros, avenida Tupi, rua Guarani, principalmente no Centro da cidade. Isso porque das 1.037 ocorrências registradas neste ano pela 5ª Subdivisão Policial (SDP) de Pato Branco, entre furtos e depredações do patrimônio público, a maioria, 236 delas, foram registradas no anel central – as demais estão divididas nos bairros.

Além de coibir roubos, furtos e assaltos, as câmeras de vigilância auxiliarão nas investigações da Polícia Militar, conforme avalia o delegado chefe da 5ª SDP, Ivonei Oscar da Silva.

“Já solucionamos crimes com câmeras de monitoramento privadas, imagine o quanto iremos reprimir e prevenir esses delitos com uma estrutura pública moderna, com monitoramento 24 horas. Isso é algo fundamental, hoje não consigo ver a segurança pública sem esse tipo de vigilância. A Administração Municipal está muito bem preparada e demonstra conhecimento técnico para implantar os equipamentos”, ressaltou.

A reunião contou com a presença, ainda, da delegada adjunta da 5ª SDP de Polícia Civil, Franciela Alberton Biava, do comandante do Corpo de Bombeiros, Alecsander Dornelas, do diretor do Depatran, Esaú Borges de Sampaio, vereadores, secretários municipais e equipe técnica da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários