Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Modernização do transporte coletivo entra em vigor em Pato Branco

População comenta a representatividade das primeiras melhorias

 

A partir desta sexta-feira, dia 06, o serviço de transporte coletivo de Pato Branco passou a ser executado pelo Consórcio Tupã, vencedor do processo licitatório para implementação do novo modelo. O prefeito Augustinho Zucchi assinou a ordem de serviço, autorizando o início da operação, na tarde desta quinta-feira, dia 05.

O novo sistema chega às ruas e bairros da cidade com uma frota renovada, composta por ônibus novos e equipados com ar-condicionado. Quem aprovou foi Eda Pacheco, de 59 anos, que reside no Bairro São Cristóvão e há 40 anos utiliza o transporte coletivo de Pato Branco, todos os dias. “Já cheguei a fazer 4 viagens por dia e sei que essa mudança está grande, pois já foi muito sofrido, principalmente pela superlotação e pelo calor. Hoje, foi uma maravilha, afinal, quem não iria gostar de estar no ar-condicionado”, salientou.

Jacilda Santeti de Lima, 55 anos, reside no Bairro São Cristóvão e destacou a importância da implementação de novas linhas, especialmente que atendam os bairros.  Ao saber que essa ampliação está prevista pela modernização, ela se mostrou muito satisfeita. “Chego a usar o transporte três vezes ao dia, porque além do trabalho, também estudo à noite. Espero essas melhorias há mais de 20 anos”, disse.

A aposentada Anirte Zanella, 76 anos, mora no Bairro São Vicente e utiliza o transporte coletivo ao menos duas vezes durante a semana. Segundo ela, a primeira experiência já demonstrou que as melhorias estão sendo significativas. “Hoje, me senti mais acolhida, o motorista e o cobrador foram muito atenciosos. Temos mais conforto e o ar-condicionado foi uma melhoria bem interessante, para o verão e também para o inverno. Isso é mais qualidade de vida”, contou.

A adolescente Kethellen Eduarda Rodrigues, mora no Bairro Alvorada e utiliza o transporte diariamente para trabalhar. Ela avaliou a nova infraestrutura de maneira positiva. “Eu uso todos os dias, estudo pela manhã e trabalho à tarde, às vezes tenho que pegar dois ônibus. O ar-condicionado será uma grande diferença, são mudanças que eram necessárias”, avaliou.

O prefeito Zucchi acompanhou o atendimento neste primeiro dia de operação e andou em algumas linhas, quando conversou e orientou os usuários sobre as mudanças. “Queremos para a nossa cidade um sistema moderno e que seja modelo para o Brasil. Tendo em vista que o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) derrubou a liminar que impedia a execução do contrato e que o Legislativo não aprovou a prorrogação do contrato anterior, e que temos o laudo indicando as condições do Consócio de iniciar a operação, emitimos então a ordem de serviço para que pudéssemos iniciar o novo modelo nesta sexta-feira (06)”, declarou.

Melhorias

De 28 ônibus disponibilizados até então, a partir desta sexta-feira (06), a cidade passa a contar com 32 veículos – destes, 18 são novos. A idade máxima para cada ônibus é de 10 anos, cuja idade média da frota é de 5 anos.

Os modelos dos ônibus também tiveram mudanças, começando pelo novo layout elaborado pela Prefeitura. São 21 ônibus do modelo padrão, além de 08 midiônibus e 03 miniônibus. De 22 linhas, gradativamente Pato Branco passará a ter 33.

“O Consórcio Tupã venceu o certame licitatório por oferecer a melhor proposta, o menor preço na tarifa e a maior outorga – investimentos que serão utilizados na infraestrutura e nos pontos de ônibus”, frisou Zucchi.

Estruturação

No plano de estruturação executado pelo Município, está a implantação de novos pontos de ônibus e a construção de miniterminais – cada miniterminal terá bebedouros, bancos, sinal wi-fi livre, entre outros. Os terminais serão integrados, o que permitirá que os usuários tenham acesso aos horários dos ônibus e previsão de chegada. “Além do Centro, também pretendemos atender a região Sul com um miniterminal”, disso Zucchi.

Para executar essas obras, o Município utilizará a outorga repassada pelo Consórcio, no valor de R$ 4.700.000,00. “Estamos aguardando para que esse recurso possa ser utilizado pelo Município. Os projetos estão prontos, tanto dos miniterminais quanto dos pontos de ônibus. A partir disso, faremos a licitação para que essas obras sejam realizadas, concluindo assim a modernização do nosso transporte coletivo”, concluiu Zucchi.

Entenda

O processo licitatório de concessão do transporte coletivo urbano de Pato Branco iniciou em fevereiro de 2016. No resultado de classificação, o Consórcio Tupã ficou em primeiro lugar, ao propor a menor tarifa e a maior outorga. A Transportes Coletivos LP Ltda foi desclassificada na ocasião, por propor tarifa superior ao limite indicado e, assim, descumprir o edital.

Contudo, o prosseguimento do processo estava suspenso, em virtude de um mandado de segurança, promovido pela LP Transportes Coletivos, que pretendia impedir a contratação da empresa vencedora do processo licitatório, o qual foi negado pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Pato Branco. Contra esta decisão, a LP recorreu e solicitou a suspensão dos efeitos da licitação.

Contudo, no dia 27 de março, a 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), julgou recurso promovido pela empresa LP Transportes Coletivos, revogando a decisão que suspendia a execução do contrato do novo modelo de transporte coletivo da cidade.

Somado a isso, na última quarta-feira (04/04), o Poder Legislativo de Pato Branco, na sessão da Câmara, decidiu não prorrogar o contrato do transporte coletivo vigente. A partir disso, o Município buscou alternativas legais para a continuidade do serviço, visando prioritariamente o atendimento à população, autorizando, assim, o início da operação executada pelo Consórcio Tupã.

Confira as linhas e itinerários em: http://tupapb.com.br 

 

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. Paulo disse:

      Quanto aos ônibus novos nota dez, condiz com o licitado, mas a empresa Tupã já está colocando em circulação ônibus antigo, mas reformados, sem ar, a exemplo do que faz a linha novo Horizonte, prefixo 2036, sem ar, as portas mal abrem, reformado, totalmente fora dos padrões da licitação, pagamos por um serviço condizente, no que foi estabelecido na licitação, hoje por duas vezes utilizei essa linha, um calor no interior do ônibus, lotado

      1. Jozieli disse:

        Olá Paulo, tudo bem? Conforme prevê o edital, a empresa deveria possuir 15 ônibus novos e com ar condicionado, no entanto adquiriu 18, três a mais do que estava previsto. De toda forma, encaminhamos o seu registro aos responsáveis. Agradecemos o seu contato e seguimos à disposição. Um abraço.