Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Prefeitura e comunidade realizam mutirão de enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti

Começou nesta segunda-feira, dia 25, o primeiro mutirão para enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zyca Vírus e Chikungunya. A iniciativa da Prefeitura de Pato Branco envolve cerca de 100 profissionais em visitas domiciliares, para orientar a população sobre a eliminação de focos do mosquito, esclarecer sobre sintomas e demais informações em relação às três doenças. Os primeiros bairros a serem vistoriados serão o Gralha Azul e Alvorada. O mutirão compreenderá todo o perímetro urbano, totalizando 36 mil residências de Pato Branco.

Durante a manhã, foi realizada capacitação dos profissionais envolvidos no mutirão: agentes de doenças endêmicas, agentes comunitários de saúde, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar. A frente de trabalhos está sendo organizada pelo responsável pela Vigilância Ambiental e Controle de Zoonoses de Pato Branco, Rodrigo Bertol, pelo coordenador de Estratégia Saúde da Família (ESF), Max Dobrovolski e pela coordenadora de Atenção Primária do Município, Gabrielli Socha.

Rodrigo explica que para realizar os trabalhos e garantir a efetividade da visitação, a cidade foi dividida em três partes. “Começaremos no bairro Gralha Azul, na zona sul, até o bairro São Francisco, na região Norte. Em seguida, a segunda parte contemplará as residências a partir da BR-158, começando no Parque Industrial, passando pelos bairros Fraron, São João, Alto da Glória e Planalto. A terceira etapa começará do bairro Bortot, na zona Norte e segue até a zona Sul, finalizando no bairro São Cristóvão”, informa.

O coordenador de ESF, Max Dobrovolski, pontua que esse mutirão de enfrentamento é uma iniciativa do Governo Federal, que através da assinatura de um decreto nacional, estabeleceu diretrizes normatizavas com ações intensivas de visitação às residências.

“Para isso, agentes comunitários de saúde foram deslocados de suas funções para atuarem junto aos agentes endêmicos na visita às residências e orientação dos moradores no combate aos possíveis focos dos mosquitos. O objetivo é completar 100% de visitação, sendo que faremos horários e dias diferentes para visitarmos àquelas residências que encontrarmos fechadas na primeira visita”, conta Max.

Para o soldado do Corpo de Bombeiros. Ademir Viapiana, que atua da Defesa Civil, o mutirão servirá para sensibilizar a população. “Para combater o mosquito é preciso que a população faça a sua parte. Como isso não ocorre em sua totalidade, infelizmente, são necessárias ações desse porte, que têm por objetivo chamar a atenção e conscientizar a todos”, conclui o soldado.

A moradora do bairro Gralha Azul Marli Southier de Chaves, avaliou a visita positivamente. “Nós sempre estamos cuidando, mas, apesar disso alguma coisa pode passar despercebida. Com a visita, são mais pessoas nos ajudando e nos informando para evitarmos que o mosquito prolifere”, falou Marli.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários