Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Ministro da Saúde conhece UPA de Pato Branco e anuncia recursos para região

 

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, esteve em Pato Branco na sexta-feira, dia 20. Na ocasião ele visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pato Branco e anunciou a liberação de R$ 27,7 milhões para o Sudoeste. O valor contempla emendas parlamentares e credenciamento de 21 novos serviços que eram oferecidos para a população sem a contrapartida federal. O anúncio foi feito durante um encontro que contou com a presença da vice-governadora, Cida Borghetti, da deputada federal Leandre, prefeitos e gestores de saúde da região.

Durante o encontro, Ricardo Barros apresentou dados relativos aos 200 dias de atividades à frente do ministério da saúde, apontando ações desenvolvidas e valores economizados que serão investidos em outras frentes de promoção à saúde. O ministro também deixou claro duas prioridades de seu governo. A primeira é realizar a informatização dos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), fazendo com que o prontuário digitalizado seja efetivado em cada Município. A segunda prioridade é realizar ações para a promoção da saúde e prevenção.

O prefeito Augustinho Zucchi recepcionou o ministro e sua comitiva ainda no aeroporto e os acompanhou até a UPA. O local, atualmente, atende, além dos moradores de Pato Branco, residentes de Clevelândia, Mariópolis, Vitorino, Itapejara D´Oeste e Bom Sucesso do Sul. A estrutura modelo é referência na região e, em seu primeiro ano de atividades, realizou mais de 90 mil atendimentos.

“Essas prioridades divulgadas pelo ministro já são realidade em Pato Branco desde a instalação da rede de fibra ótica nos departamentos municipais, que propiciaram que as unidades de saúde fossem integradas e, com isso, o prontuário eletrônico fosse disponibilizado aos nossos profissionais,” explicou Zucchi.

Sobre ações de promoção da saúde e prevenção, Zucchi afirma que desde o início de sua gestão houve investimentos que contemplaram a contração de diversos profissionais, tanto para mais equipes da Estratégia e Saúde da Família (ESF) quanto para atendimentos no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), que conta com profissionais das áreas de psicologia, educação física, nutrição, fisioterapia e assistência social para atender a população com atividades que visam a prevenção e promoção à saúde.

Ainda durante sua visita, Ricardo Barros ressaltou a importância da gestão compartilhada da saúde, com investimentos dos municípios, estados e da União para que a população seja bem atendida. “É preciso haver esse diálogo, principalmente, para que haja uma distribuição justa de recursos, que poderão ser utilizados para disponibilizarmos mais leitos, construirmos mais Centros de Especialidades, Unidades Básicas de Saúde, compra de medicamentos, entre outros investimentos,” pontuou o ministro.