Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Bairros de Pato Branco recebem mutirões contra a dengue também aos sábados

Somente no último sábado, dia 04, mais de 630 imóveis foram visitados e vistoriados por agentes de combate a endemias do Município

 

O último sábado, dia 04, marcou o início das escalas especiais de trabalho dos agentes de combate a endemias do Município de Pato Branco. Nos meses de março e abril, os profissionais que atuam na Vigilância Ambiental, nas ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, trabalharão de terça-feira a sábado, visando vistoriar um maior número de residências. No primeiro mutirão do novo formato, 637 imóveis foram vistoriados ao longo da avenida Tupi, nas regiões Sul e Norte da cidade.

De acordo com o médico veterinário e responsável pela coordenação dos trabalhos, Wilson Braun, na ocasião as equipes foram divididas em dois grupos, um iniciado na região Sul, seguindo em direção ao Centro e que realizou atividades até a Baixada, próximo ao bairro industrial. O outro, responsável pela região Norte, seguiu até à praça Presidente Vargas, no anel central da cidade. O Cemitério Paroquial também recebeu intervenções, devido aos vasos de flores que acumulam água das chuvas.

Wilson avalia que a ação refletirá de maneira positiva nos trabalhos de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. “A iniciativa é bastante coerente com a situação epidemiológica, pois nos meses de março e abril as doenças aparecem com maior força, devido ao clima que favorece a proliferação do mosquito. Por isso, precisamos atuar de maneira intensa, mantendo contato com a população para construirmos um ambiente desfavorável ao Aedes aegypti. Nesse combate, precisamos ser dinâmicos e viabilizar momentos favoráveis de visita à população, por isso a definição do trabalho aos sábados”, pontua o médico veterinário.

Cuidados essenciais na conservação e limpeza dos imóveis são os principais temas abordados nas visitas domiciliares, que têm como objetivos orientar a população e identificar possíveis focos do mosquito. “Nas visitas, alertamos quanto aos cuidados com depósitos de água, como calhas, lajes e cisternas, pois estes são os principais criadouros do mosquito”, comenta Wilson.

O próximo mutirão será neste sábado, dia 11, das 08h30 às 12h e das 13h30 às 16h30. Na ocasião, as equipes prosseguirão o trabalho na avenida Tupi, bem como na área central. Conforme evidencia a secretária municipal de Saúde, Antonieta Chioquetta, é fundamental que os pato-branquenses destinem parte do seu tempo para receber os agentes. “Contamos com a população para que a prioridade seja pensar na saúde das nossas famílias, bem como na saúde da cidade como um todo, uma vez que o mosquito transmite, além da dengue, outras doenças sérias”, destaca a secretária.

A implantação das escalas especiais de trabalho partiu de um estudo feito pela Vigilância Ambiental. O trabalho realizado pelos agentes de combate a endemias constatou que 50% dos lares visitados encontravam-se fechados entre segundas e sextas-feiras, condição que dificultava as vistorias e a identificação de eventuais focos do mosquito. Apesar disso, o trabalho permanente desenvolvido pelo Município tem garantido a baixa incidência da proliferação do mosquito Aedes aegypti nos últimos anos, bem como dos casos de dengue.