Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Em Pato Branco, trabalho pela melhoria das estradas rurais é permanente

Agricultores das comunidades de São João Batista e Linha Caprini estão sendo beneficiados pelas obras da patrulha rural da Prefeitura de Pato Branco. As intervenções nas estradas e acessos às propriedades, que estão em fase final, dão sequência a um amplo planejamento, que atendeu 792,38 quilômetros de estradas rurais desde 2013, entre obras de readequação, cascalhamento, patrolamento e limpeza, chegando a 34 comunidades rurais.

Em São João Batista, o trecho de 3,6 quilômetros, até a ponte que marca a divisa de Pato Branco e Clevelândia, foi readequado e cascalhado, com obras de elevação do leito em alguns pontos e contenções de águas pluviais, para evitar a erosão e garantir a conservação da estrada. Tudo para receber o calçamento, pois o trecho integra os quatro projetos que atenderão 10,9 quilômetros de estradas rurais com calçamento, através de convênio entre Prefeitura e Governo do Estado.

“Não faremos nenhum trecho de calçamento sem realizar obras de readequações, assim como prevê o plano de trabalho do prefeito Zucchi. Com isso, teremos estradas drenadas, para garantir a durabilidade e qualidade da obra, para o tráfego, escoamento da produção e transporte escolar”, pondera o secretário municipal de Agricultura, Clodomir Ascari.

O agricultor Antonio Claudecir Zanelatto reside há 40 anos em São João Batista, onde garante o sustento da família com o cultivo de grãos. Mesmo antes da conclusão das obras, ele já vivencia os resultados. “A estrada tava péssima, suja, com muito capim e pedras soltas. Tá ficando bonito. Agora, os produtores, junto com a Prefeitura, têm que preservar”, aconselha.

Aos 64 anos, Darci de Col mantém a rotina de trabalho para cuidar da propriedade em São João Batista, onde possui cerca de 200 cabeças de gado de corte. Para ele, a melhoraria nas condições da estrada demonstra valorização aos agricultores.

“Sempre estive de acordo com essa obra, porque antes não era feita dessa forma, com as readequações. Todo mundo vai sair ganhando com isso. A nossa propriedade vai ficar mais bonita, mais aconchegante, dará outra visão em virtude dessas boas conservações na beira da estrada”, aponta.

Trabalho permanente

Depois de Linha Caprini, onde 8,5 quilômetros recebem limpeza e cascalhamento, as obras seguirão para as comunidades Linha Martinello, Bela Vista, Independência, Teolândia e Passo da Pedra. Antes das obras iniciarem, um encontro entre municipalidade e agricultores define quais serão as principais intervenções nas localidades.

“Precisamos saber exatamente qual são as necessidades dos agricultores. Explicamos quais serão as obras, porque envolve retirada de cercas e de alguns barrancos. É um trabalho que depende da parceria entre Prefeitura e agricultores”, ressalta Clodomir.

Nessa região, as ações para o cascalhamento das estradas antecedem a chegada das equipes da Secretaria de Agricultura. Isso porque o britador móvel já está na Linha Martinello, preparando as pedras que serão utilizadas nas localidades do entorno. “Esse planejamento otimizará o trabalho, pois se não houvesse o britador móvel, teríamos que retirar o cascalho de Linha Damasceno ou Passo da Ilha, situadas há aproximadamente 25 quilômetros de distância”, completa Clodomir.  O equipamento foi adquirido por R$ 272.500,00, entre recursos da Prefeitura e Governo Federal.

Calçamento

As obras de calçamento iniciaram no trecho de 3,1 quilômetros entre as comunidades Quatro Encruzo e Linha Três Pontes. Na sequência, seguirão para Linha Passo da Ilha, onde 1,6 quilômetros, até a ponte do Rio Pato Branco, serão pavimentados com pedras irregulares. Para execução das duas frentes, estão sendo investidos R$ 762.295,48.

As obras na comunidade Independência, até a Ponte do Rio Vitorino – São Valentim (2,6 km) e na Linha São João Batista, até a Ponte do Rio Pato Branco (3,6 km), estão em fase de licitação. Os quatro trechos, que totalizam 10,9 quilômetros, já receberam obras de readequação.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários