Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Prefeitura e entidades debatem acolhimento social de crianças e adolescentes

Na quarta-feira, dia 17, uma reunião entre o prefeito Augustinho Zucchi, representantes do poder judiciário e entidades ligadas ao serviço social no Município, tratou sobre a reorganização dos serviços de acolhimento ofertados a crianças e adolescentes na cidade, atendendo a normativa do Conselho Nacional de Assistência Social, onde os municípios devem elaborar um plano de trabalho até 1º de outubro, para implementação das novas diretrizes.

O prefeito Zucchi ressaltou a importância de envolver diversos setores da comunidade em prol do atendimento a crianças e adolescentes. “Essa área merece atenção especial, por isso estamos empenhados em buscar recursos para ampliar e melhorar as condições físicas da Casa Abrigo Esperança e do Centro de Promoção Humana Infanto Juvenil, porque sabemos da importância do trabalho desenvolvido nessas instituições de acolhimento”, completou Zucchi.

A secretária de Assistência Social, Maria Cristina Hamera, explica que as normativas serão voltadas, especialmente, a Casa Abrigo Esperança e ao Centro de Promoção Humana Infanto Juvenil, que atendem crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social. “Desenvolvemos um conjunto de ações, juntamente com diversas entidades do Município, para preservar a infância e a adolescência. Tudo o que vem para implementar o que já está sendo feito, recebe todo apoio e dedicação dos envolvidos, porque esse é um compromisso da Administração Municipal”, ressalta.

Segundo Maria Cristina, o Plano de Acolhimento da Rede de Serviços de Acolhimento para Crianças, Adolescentes e Jovens de Pato Branco, está de acordo com as orientações técnicas elaboradas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Secretaria Nacional de Assistência Social e Departamento de Proteção Social Especial.

O encontro contou com a presença da juíza da Vara da Infância e Juventude, Franciele Estela Albergoni de Souza Vairich e representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social, escritório regional da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Cras, Creas, Secretaria de Educação e Cultura, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, Secretaria de Saúde, Caps e Núcleo Regional de Educação.

Agora, os profissionais darão sequência à elaboração do plano de trabalho, que será apresentado ao escritório regional da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social até 1º de outubro.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários