Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Município destina mais de R$ 180 mil para reparar atos de vandalismo

Imprudência no trânsito e falta de consciência cidadã. Esses fatores resultaram em centenas depredações e atos de vandalismo nos logradouros públicos de Pato Branco, gerando prejuízo na ordem de R$ 187.106,00 à Administração Municipal no decorrer de 2015. O valor contabiliza danos em contêineres, iluminação, bancos, placas, postes, lixeiras, floreiras e ornamentação natalina. Entre os exemplos recentes estão treze floreiras da avenida Tupi, na região da Baixada, destruídas no último final de semana por um veículo em alta velocidade.

O secretário municipal de Administração e Finanças, Vanderlei José Crestani, explica que o Município atua em parceria com a Polícia Militar para apurar a identidade dos autores das ocorrências. As câmeras de vigilância do Programa Olhar Seguro também contribuem na identificação dos vândalos que, quando reconhecidos são notificados para restituir os danos. Caso o ressarcimento não ocorra no primeiro momento, então a Prefeitura cobra judicialmente.

“Contamos com a colaboração da população para que nos ajude a fiscalizar e identificar os autores destes atos de vandalismo, que causam prejuízo ao orçamento municipal, uma vez que o Município tem destinado recursos elevados para reparar esse tipo de atitude que é lamentável e não condiz com o perfil dos pato-branquenses, tampouco com a realidade da nossa cidade que é referência em desenvolvimento e pela sua população ordeira”, evidencia o secretário Crestani.

Em relação aos danos à limpeza pública e paisagismo, neste ano o Município precisou destinar R$ 119.500,00 para recuperar a infraestrutura. Na grande maioria dos casos, conforme relata o chefe do Setor de Limpeza Pública, Djalma Giacomoni, as depredações resultaram em perca total do patrimônio público. “Neste ano, foram cerca de 40 contêineres depredados e substituídos, cerca de 80 floreiras e 30 lixeiras destruídas por veículos ou vândalos”, destaca Djalma.

Apenas em iluminação pública foram destinados R$ 57.575,00 para reparar globos, substituir lâmpadas quebradas, fiação furtada e demais depredações em luminárias. Os atos mais comuns, segundo o chefe do Setor de Iluminação Pública de Pato Branco, Ademir Vendruscolo, são furtos de fiação e quebra de lâmpadas.

 “Infelizmente, há esses atos de vandalismo que implicam no abastecimento de energia e na segurança da comunidade. Além de garantir a manutenção da iluminação pública, também atuamos de acordo com as condições climáticas, uma vez que fortes chuvas também danificam a infraestrutura”, ressalta Ademir.

A decoração natalina também é alvo dos vândalos. Neste ano, depredações de árvores somam R$ 10.031 para os cofres públicos municipais.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários