Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Prefeitura de Pato Branco amplia equipes de Saúde da Família

“A visita delas é igual eu tomar um remédio”, conta Fortunato Souza de Oliveira, 92 anos, que apesar de acamado mantém o bom humor ao falar sobre as visitas regulares da Equipe de Estratégia Saúde da Família (ESF) do bairro Alvorada. São 15 equipes atuantes, outras duas em fase de implantação, mais cinco de Saúde Bucal existentes e outras quatro sendo implantadas no Município – números que contemplam a ampliação desenvolvida pela Administração Municipal desde 2013, que está levando a saúde preventiva aos lares de centenas de pato-branquenses como o seu Fortunato, nos bairros e no interior.

Desde 2013, cerca de 200 profissionais foram contratados, por concurso público, para a Secretaria Municipal de Saúde. Com isso, a abrangência das ESF chegou em mais de 80% do território do Município – antes, eram sete equipes e a cobertura alcançava 33%. “Economizamos e planejamos para ampliar o trabalho da Saúde da Família, pois o acompanhamento desses profissionais faz a diferença na saúde pública. Além de um compromisso com os pato-branquenses, essa estruturação teve peso significativo para implantação do curso de medicina no Município”, destaca o prefeito Augustinho Zucchi.

Mais sete equipes serão implantadas em 2015, quando a cobertura passará para 100%, o que possibilitará, também, reforçar o atendimento no interior. “Teremos 22 equipes até o final do ano que vem, o que contempla o planejamento do prefeito Zucchi. Essa estruturação atende a atenção primária, onde a atuação preventiva e humanizada das Equipes de Estratégia Saúde da Família garante a qualidade de vida das pessoas”, pondera a secretária municipal de Saúde, Antonieta Chioquetta, lembrando que, em setembro deste ano, as equipes de ESF realizaram 5.293 consultas.

Hoje, as equipes atuam nas unidades de saúde dos bairros Alvorada, Planalto, Bortot, Morumbi, Pinheirinho, São Cristóvão, Novo Horizonte, São João, Vila Esperança, São Roque do Chopim, Centro e localidades do interior. Entre os médicos atuantes, sete são do programa Mais Médicos, do Governo Federal – sendo seis cubanos e um argentino.

Outro avanço foi a criação do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), formado por psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas e farmacêutico, que atuam de forma integrada com as Equipes de Saúde da Família. A médica da ESF do bairro Alvorada, Caroline Caldeira, especialista em Clínica Médica, destaca a importância da atuação compartilhada com o Nasf, ressaltando a contribuição da prevenção na promoção da saúde.

“O nosso trabalho é o pilar da saúde pública no Brasil. Embora façamos o atendimento curativo, focamos a prevenção, onde visamos evitar que as pessoas fiquem doentes. Também temos um papel importante na saúde da mulher e da criança. Com a equipe de odontologia, promovemos a saúde bucal. Além disso, tratamos as doenças crônicas e problemas de saúde mental, em que nos associamos ao trabalho de outros especialistas no controle dessas doenças”, enfatiza a médica.

Terezinha Souza de Oliveira Chernhak é quem cuida do pai de 92 anos, o seu Fortunato, que passa maior parte do tempo na cama, com problemas de pressão, anemia, entre outros. Se não fosse o acompanhamento domiciliar, ela encontraria dificuldades para realizar o tratamento do idoso, que precisa de cuidados especiais. “Não preciso levar ele no posto, sofrendo. Elas vêm, tiram o sangue, fazem o exame, tudo em casa. Sem elas, seria muito difícil”, relata.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários