Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Zucchi anuncia retomada da construção da Bacia de Contenção do Bairro Bonato

A partir de segunda-feira, dia 03, a execução das obras será a principal prioridade da Administração Municipal e será executada pela equipe da Prefeitura

Nesta sexta-feira, dia 30, o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, reuniu a Procuradoria Jurídica da Prefeitura de Pato Branco e da Câmara de Vereadores para anunciar medidas decisivas com relação à Bacia de Contenção do Bairro Bonato. Na ocasião, Zucchi anunciou que retomará a obra, com a equipe da Prefeitura, o que exigirá investimentos de recursos próprios na ordem estimada de R$ 5 milhões. As obras serão retomadas na segunda-feira, dia 03, se as condições climáticas forem favoráveis.

“A população precisa ter conhecimento de que, a partir de agora, até julho de 2019, esta será a prioridade da Prefeitura e não executaremos nenhuma nova obra, inclusive novas obras de asfalto, até não concluirmos a Bacia de Contenção, o que deve levar entre seis a oito meses. A retomada da obra está autorizada, faremos com a equipe e com o maquinário da Prefeitura, em que as equipes receberão hora-extra para trabalhar até o final do dia, especialmente durante o horário de verão, com força e prioridade total nesta obra”, enfatizou Zucchi.

O prefeito explicou que serão licitadas apenas as etapas que não poderão ser executadas pelas equipes do Município. “Faremos uma licitação apenas para execução da parte de concreto armado e da estruturação em ferro, que irá na barragem, pois são intervenções que a equipe da Prefeitura não tem condições de realizar”, explicou o prefeito Zucchi.

De acordo com Zucchi, ainda, a situação da região, em decorrência de alagamentos, também ocorre pela falta de conservação do solo e pela obstrução de galerias pluviais ocasionada por acúmulo de lixo e entulhos, que são jogados nas ruas e nas margens do rio. “Não mediremos esforços para executar e finalizar esta obra, que é muito importante, pois as famílias precisam que esta questão seja resolvida. Contudo, a população deve ter consciência de que somente a Bacia de Contenção não resolverá o problema, pois é necessário realizar a conservação do solo e, sobretudo, sensibilizar aqueles que ainda depositam lixo em vias públicas e nos rios, pois isso agrava, e muito, a situação da região”, disse.

Além da retomada da obra, o Município pagará o valor de R$ 1.412.000,00 à empresa que havia vencido o processo licitatório e iniciado a obra, em 2016, considerando o que foi executado até o momento. Além disso, será necessário o investimento estimado de R$ 3,5 milhões para conclusão da obra. “Para termos estes recursos, teremos que alterar o nosso planejamento e retirar esses investimentos de outras áreas e projetos”, esclarece Zucchi.

Entenda

A medida se deu em decorrência das fortes chuvas que ocorreram na cidade na noite desta quinta-feira, dia 29. Na ocasião, choveu torrencialmente: foram cerca de 150 milímetros de água no período de uma hora, o que ocasionou o acúmulo de água na região dos bairros Baixada e Bonato resultando, inclusive, no rompimento de um açude. “A Secretaria Municipal de Agricultura irá notificar todo o entorno, para garantir práticas de conservação do solo, justamente porque tivemos o rompimento de um açude, o que agravou muito a situação que já era complicada”, explica Zucchi.

A construção da Bacia de Contenção do Bairro Bonato iniciou em 2016 e teve o convênio interrompido pelo Ministério da Integração Nacional, em virtude da transição presidencial do Governo Federal, ocorrida no mesmo ano. Desde então, o Município estava tentando retomar o convênio com o Governo Federal que, em 2016, estava orçado em R$ 6.349.980,79 (recursos provenientes do Governo Federal) – valor que seria utilizado para construir o reservatório de cheias (bacia de contenção) e canalizar o Rio Ligeiro no Bairro Bonato.

Paralelamente, há na Câmara de Vereadores, projeto de Lei a ser votado para permuta da área com os proprietários do imóvel. O presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Pato Branco, Joecir Bernardi, destacou que a situação no Bairro Bonato é antiga. “O Legislativo e o Poder Executivo estão juntos, trabalhando para que esta situação seja resolvida. A negociação com os proprietários da área ocorre desde a legislatura anterior e os episódios de enchentes ocorrem há décadas. Por isso, entendemos o caráter emergencial desta obra, justamente por ser uma situação de segurança, bem-estar e interesse público”, destacou Joecir.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários