Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Parque Tecnológico Binacional realiza encontro em Pato Branco

Representantes do setor público, universidades e entidades privadas do Brasil e da Argentina participaram nesta quinta-feira, dia 04, em Pato Branco, de um encontro de trabalho do Parque Tecnológico Binacional (PTBi). A agenda iniciou pela manhã, em encontro com o prefeito Augustinho Zucchi no gabinete municipal, onde o chefe do Executivo pato-branquense recepcionou o ministro de Cultura, Educação, Ciência e Tecnologia da Província de Misiones, Luis Arnaldo Jacobo, que é o atual presidente do PTBi.

Do gabinete municipal, o grupo seguiu para uma visita nas futuras instalações do Parque Tecnológico de Pato Branco, conheceu as instituições de Ensino Superior e realizou uma  reunião para alinhamento das ações 2015 do PTBI. O Parque Tecnológico Binacional,  Pato Branco – Posadas, tem por objetivo a troca de experiências em inovação, com a proposta de somar resultados nos dois países, atuando em três eixos estratégicos: que são a integração empresarial, o fortalecimento institucional e a educação com formação. Pato Branco, no sudoeste do Paraná, possui desenvolvimento tecnológico na área de software e eletroeletrônica; Posadas, em biotecnologia e energias renováveis.

Para Jacobo, o encontro foi positivo e marcou mais uma etapa do projeto. Junto com outros argentinos representantes do governo de Misiones, da Universidad  Nacional de Misiones (UNAM) e da Asociacion de Importadores y Exportadores da República Argentina (AIERA) e brasileiros, discutiram propostas, entre elas a criação da primeira empresa binacional.

“Em 2015, esperamos ser o ano que concretizaremos uma empresa binacional que produza em Pato Branco e em Misiones, o que para mim é um dos objetivos maiores do nosso projeto”, destaca. Jacobo ainda elogiou a organização das entidades de Pato Branco, bem como a cidade.

“Conheço Pato Branco desde 2002 e  cada vez que venho para cá, me impressiono com a cidade, as pessoas e o trabalho aqui realizado na área do ensino e tecnologia”, testemunhou.

O prefeito Augustinho Zucchi disse que a concretização do projeto do Parque Binacional marca a cooperação não somente entre as cidades de Pato Branco e Posadas, como dos Estados e Países.

“Estamos buscando fortalecer esse projeto que é importante para a cooperação binacional. Da nossa parte, estamos trabalhando para inaugurar em breve a estrutura física do nosso parque tecnológico e queremos consolidar Pato Branco como referência em tecnologia e inovação para todo o Brasil. Portanto, esse trabalho em conjunto com o Parque Tecnológico de Posadas, vem a somar com a nosso planejamento para o setor de ciência, tecnologia e inovação”, completou Zucchi.

O consultor do Sebrae/PR, Cesar Colini, ressaltou que o encontro foi importante para o fortalecimento institucional do projeto e a planificação de ações pontuais para 2015.

“Temos eixos estratégicos já definidos e agora vamos construir ações pragmáticas em cada um deles. Ou seja, ações com resultado área empresarial, conhecimento e institucional. Tendo isso, vamos atingir os objetivos desta governança que será do lado argentino até o final  de 2015 e depois, em 2016, fica com Pato Branco, completando o mandato de dois anos”, explicou Colini.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pato Branco, Géri Dutra, adiantou que foram definidos quatro encontros em 2015 dentro do projeto do PTBi, realização de encontro binacional de startups (uma no Brasil e outra na Argentina), a participação de pesquisadores e empresas argentinas na Inventum 2015 – Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pato Branco, o alinhamento de ações para captar recursos para processos de cooperação internacional e estratégias para iniciar a criação da primeira empresa binacional.

“O trabalho de todos, argentinos e nós, brasileiros da Administração Municipal de Pato Branco, Faculdade Mater Dei, UTFPR, Fadep, Sebrae, Câmara Municipal, Pato Branco Tecnópole, Idetep e entidades empresariais é feito para concretizar ações deste projeto de cooperação, dentro da ideia de desenvolvimento integrado binacional”, completou Dutra.

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários