Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Município e comunidade se unem contra o Aedes aegypti

 

 

 

Dois mutirões atenderam as regiões dos bairros Fraron e Pinheiros no último sábado (20)

 

No sábado, dia 20, a Prefeitura de Pato Branco participou de dois mutirões de combate ao mosquito transmissor da dengue, zica e chikungunya, o Aedes aegypti. Pela manhã, aconteceu o trote solidário organizado pela Faculdade Pato Branco (Fadep), reunindo alunos ingressantes e professores, que recolheram lixo no bairro Fraron. Durante a tarde, as ações ocorreram no bairro Pinheiros.

Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Nelson Bertani, atividades desse porte são bastante efetivas no combate ao Aedes aegypti. “Além das ações de conscientização, o que realmente funcionará para evitarmos a proliferação desse mosquito é a participação da comunidade no recolhimento do lixo abandonado em ruas e terrenos”, explicou Bertani.

Para o diretor da Fadep, Eliseu Miguel Bertelli, a atividade, além de contribuir com a sociedade, visou promover boas práticas de cidadania e responsabilidade social. “A instituição não permite outro tipo de trote que não seja o solidário. Por isso, propusemos essa ação que objetivou despertar nossos alunos para exercer seu papel na sociedade”, ressaltou.

O mutirão realizado durante a tarde foi idealizado pela Associação de Moradores do Bairro Pinheiros e contou com o apoio do Rotary Clube de Pato Branco e do Rotary Amizade. A presidente da associação de moradores, Vanessa Esber, afirmou que a ação foi bastante positiva. “Percebemos que houve uma boa participação em prol do benefício coletivo. Conseguimos unir os moradores neste trabalho de limpeza e conscientização e, com isso, eliminamos vários possíveis focos do mosquito”, afirmou Vanessa.

Ao final dos dois mutirões, oito caçambas com entulhos foram recolhidas e todo o lixo foi levado para o aterro sanitário, onde foi feita a destinação correta dos materiais. As ações contaram com a participação das secretarias de Meio Ambiente, Saúde, Assistência Social, assim como de agentes de combate a endemias da Vigilância em Saúde.

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários