Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Iniciam as aulas do curso de Medicina de Pato Branco

O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, participou na manhã desta segunda-feira, dia 25, da aula inaugural do curso de Medicina da Faculdade de Pato Branco (Fadep). Na ocasião, os alunos foram recepcionados pela direção da instituição, em que receberam às boas-vindas ao município, bem como à faculdade. Durante a cerimônia, aspectos que destacam a cidade em nível nacional foram evidenciados, e os estudantes puderam conhecer a trajetória da Fadep para concretizar a oferta do curso.

Para o prefeito Zucchi, a chegada do curso a Pato Branco fortalece a Educação Superior da cidade e região, representando um diferencial para a Saúde, uma vez que, futuramente, os acadêmicos poderão atuar junto à rede pública local.

“A Medicina é uma área que compete vocação e a preservação da vida. É um curso disputado, que mobiliza muitas pessoas em busca desse sonho. Para a cidade, essa conquista é motivo de orgulho, pois resulta de uma luta imensa de entidades, de hospitais e da Fadep. Recebemos os alunos de braços abertos, pois estamos vivendo mais um dia histórico”, ressaltou.

O diretor-geral da Fadep, professor Eliseu Miguel Bertelli, evidenciou a trajetória da instituição para chegar ao dia de hoje. “A oferta do curso de Medicina tem um significado especial para nós da Fadep, mas também para a cidade como um todo. É uma história que começou em 2001, quando autorizamos nossos primeiros cursos na área da Saúde: Educação Física, Fisioterapia e Enfermagem. Na ocasião, já nos preparávamos para o curso de Medicina. O primeiro pedido pelo curso, junto ao Ministério da Educação, foi protocolado em 19 de agosto de 2006. É uma luta de 11 anos, que nos trouxe a esse momento”, relembrou Eliseu.

A atuação da Administração Municipal na estruturação da Saúde pública de Pato Branco, no processo de habilitação pelo curso de Medicina por meio do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, também foi destacado por Eliseu.

“O Município se dedicou, reestruturou a saúde pública com investimentos significativos, construindo novas unidades e contratando profissionais. Isso demonstrou à comissão do Ministério da Educação que a cidade estava preparada e os avaliadores ficaram encantados com o que viram”, reforçou o diretor-geral da Fadep.

A coordenadora do curso de Medicina da Fadep, Ivone Duarte, destacou o trabalho que será realizado por meio do projeto pedagógico inovador que foi estruturado, visando o fortalecimento do curso no meio acadêmico e na sociedade. Ela também falou sobre o papel social que a graduação representa para a cidade e para a região.

“Trabalharemos para manter o nosso grupo forte, buscando a excelência e o reconhecimento. Os alunos estão sendo acolhidos por todos os setores da cidade, que também esperam a nossa atuação voltada à prática social e humanizada da Medicina. Essa será a nossa contrapartida para a comunidade local”, disse Ivone.

A diretora-acadêmica da Fadep, Ornella Bertuol, pontuou que a turma, formada por 50 alunos, possui jovens de diferentes regiões do Paraná, bem como de outros estados. Para ela, essa diversidade fortalece não somente a instituição, mas a cidade de forma geral.

“Termos a condição de ofertar esse curso aos jovens de Pato Branco e região é uma conquista para todos. Mas, além disso, receber estudantes de outras cidades, que trilharão o início do seu futuro profissional aqui, também é uma forma de mostrar o potencial do município. Foram muitos esforços conjuntos para chegarmos até aqui, vivendo esse momento importante para a Educação Superior e para a Saúde”, completou Ornella.

Investimentos na Saúde

Além dos esforços e planejamento da Fadep, a estruturação executada pelo Município foi um dos fatores fundamentais para que a cidade fosse considerada apta para receber o curso de Medicina. Desde 2013, Pato Branco recebeu quatro novas unidades de saúde, nas regiões dos bairros Industrial, Novo Horizonte, São Cristóvão e Alvorada. Paralelamente, mais de 240 profissionais, aprovados em concurso, foram contratados para a Secretaria de Saúde. Com isso, a cidade passou de 07 para 17 equipes de Estratégia, Saúde da Família e de 06 para 13 pediatras.

Destaque, também, para o atendimento da UPA – 24 horas, que realiza cerca de 100 mil atendimentos anualmente. Ainda no planejamento pela estruturação da saúde pública de Pato Branco está a construção da unidade de saúde do bairro Fraron, que está em fase de execução.

 

 

 

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários