Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

JoArte promove integração e arte em Pato Branco    

A 2ª edição do JoArte movimentou o CEU das Artes e do Esporte. A programação, realizada de 26 a 28 de outubro, reuniu oficinas de poesia, contação de histórias, artes visuais, bordado subversivo, xilogravura, shows musicais, teatro, sarau literário, entre outras atrações. O JoArte é organizado pela família Corona em parceria com o Município, juntamente com diversos artistas e amigos, como forma de reunir a comunidade e estimular diferentes manifestações artísticas – uma forma, também, de homenagear a trajetória da artista pato-branquense Joana Pagliosa Corona, que faleceu em 2014.

O coordenador do CEU das Artes e do Esporte de Pato Branco, Natan Bertol, afirma que a iniciativa oferece inúmeros benefícios a cada edição. “O CEU tem essa finalidade, promover atividades diferenciadas através de parcerias. Este evento, da família Corona, movimenta a sociedade com arte e cultura. As novidades que a programação traz fortalece o CEU enquanto um lugar para as famílias, onde as crianças e jovens podem vir, se divertir e aprender”, afirmou Natan.

O JoArte, através das mais variadas práticas artísticas e culturais, promove a integração entre pessoas de todas as idades. “O JoArte é um projeto idealizado por toda a nossa família. Nossa intenção foi oferecer um presente para a comunidade, intensificando as atividades que o CEU disponibiliza. Nós percebemos que a instituição também abraçou o evento e isso nos deixa muito felizes e motivados a, cada vez mais, junto aos amigos artistas de Joana, buscarmos novas atividades”, disse Hieda Pagliosa Corona, mãe de Joana.

De acordo com ela, o objetivo também é oportunizar que pessoas descubram talentos. “As oficinas contemplam várias idades e habilidades. O resultado deste processo são trabalhos que podem inspirar a cultura e alternativas de renda, pois os participantes levam para casa um produto. A arte possibilita o desenvolvimento pessoal, intelectual, artístico e profissional”, explicou Hieda.

Além disso, Hieda acredita que a arte deve fazer parte da vida de todos. “O mundo das artes, é o mundo da subjetividade, é onde nos encontramos com um lado fundamental nosso. A busca que temos o tempo todo, para dar conta das coisas objetivas do mundo, encobre toda uma dimensão simbólica e cultural, que é despertada, novamente, através das oficinas e atividades”, ressaltou Hieda.

A artista plástica e amiga de Joana, Silvia Silva, contou que sente feliz em compartilhar seus conhecimentos. “É a segunda vez que participo do projeto e é uma forma de revivermos a Joana. Acho uma honra receber o convite para estar aqui no CEU das Artes e do Esporte e poder compartilhar um pouco da minha arte, transformando a perda em algo produtivo e, de alguma forma, dando sequência ao trabalho dela”, concluiu Silvia.

Joana

A artista também dá nome à biblioteca do CEU das Artes e do Esporte, “Biblioteca Municipal Joana Pagliosa Corona”. O espaço conta com acervo formado por aproximadamente 3.500 livros, de variados gêneros literários, incluindo livros em braille e audiolivros.

Joana era escritora, doutoranda em Teoria Literária na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). De junho de 2011 a dezembro de 2013, coordenou, com a artista Eliana Borges, o espaço de arte Tardanza. Foi artista do programa Bolsa Produção para Artes Visuais 4, da Fundação Cultural de Curitiba, com exposição individual – VERSO em 2010, editora da Revista bólide, de arte e literatura, com Ricardo Corona e Eliana Borges (Editora Medusa). Fez uma exposição individual – RASTRO – no MUMa, em Curitiba, em 2013. Realizou a exposição “Per il letto del filme (ciò che sfugge da me), na MuGa – Multimedia Media Gallery, em Roma – Itália, em 2014. Além disso, Joana participou em 11 exposições coletivas. Publicou, entre outras, seu livro de poesia Crostácea, em 2011.

Mais informações

O CEU das Artes e do Esporte de Pato Branco oferece diversos cursos e atividades, que contemplam desde crianças até a terceira idade. Para mais informações, o telefone é o 3220-6032.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários