Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Município realizará mutirão para cadastramento de estrangeiros neste sábado, dia 24

Neste sábado, dia 24, das 08h30 às 12h e das 13h às 17h, na Secretaria Municipal de Assistência Social, a Prefeitura de Pato Branco promoverá um mutirão de cadastramento de imigrantes, destinado a estrangeiros que residem na cidade, principalmente haitianos. A iniciativa visa a identificação e o diagnóstico quantitativo de pessoas de outras nacionalidades e faz parte do Projeto Municipal de Imigração, Integração e Intervenção do Serviço Social, realizado pela Prefeitura, com apoio da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

A secretária municipal de Assistência Social, Anne Cristine Gomes da Silva Cavali, explica que este será o primeiro mutirão, de um calendário que terá sequência em 2019. “Esse acompanhamento possibilitará um olhar real do quantitativo de imigrantes que residem em nossa cidade, bem como um diagnóstico socioeconômico dessas pessoas e suas famílias. A partir disso, poderemos incluí-las em programas e projetos, atendendo os critérios de acesso”, avalia.

As famílias cadastradas, na ocasião, poderão ser incluídas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico), que possibilita a inserção em diversos programas sociais, como o Tarifa Social de Energia Elétrica, Programa Bolsa Família, ID Jovem, entre outros. “A partir dessa aproximação diagnóstica, poderemos acompanhar as famílias realizando, inclusive, visitas domiciliares, quando for o caso”, explica Anne.

Atualmente, Pato Branco possui 114 estrangeiros inscritos no CadÚnico, sendo 84 haitianos. Os demais, são de nacionalidades variadas, oriundos de países como Argentina, Bahamas, Espanha, EUA, Itália, Japão, Líbano, Paraguai, entre outros.

Cadastramento

Para realizar o cadastramento, a família estrangeira precisará apresentar os documentos de todas as pessoas que residem no domicílio: CPF, Carteira de Trabalho, Comprovante de Residência e Cédula de Identidade Estrangeira e certidão de nascimento dos filhos que nasceram no Brasil.

Na ocasião, a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social contará com apoio de um grupo de haitianos que dominam a língua Portuguesa, para fazer a tradução do idioma e auxiliar nos atendimentos, quando necessário. “Este planejamento, voltado aos estrangeiros, especialmente aos imigrantes haitianos, demonstra o respeito do poder público quanto a diversidade, possibilitando o acolhimento dessas pessoas”, completa a secretária Anne.

Mais informações

Além da UTFPR, o Projeto Municipal de Imigração, Integração e Intervenção do Serviço Social, realizado em Pato Branco, conta com a participação do Conselho Estadual dos Direitos dos Refugiados, Migrantes e Apátridas do Paraná e da Associação dos Haitianos de Pato Branco, chamada Organização Universal para o Desenvolvimento Sociocultural (OUDES).

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Pato Branco situa-se na Rua Teófilo Augusto Loiola, Bairro Sambugaro, 256. Mais informações podem ser obtidas pelo (46) 3225 – 5544.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários