Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Mais de 150 alunos foram certificados no Programa Escola Pato Branco Digital

Entrega dos certificados foi realizada no sábado (07), no Largo da Liberdade

A Prefeitura de Pato Branco, por meio da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, juntamente com o Departamento Acadêmico de Informática (Dainf), da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Câmpus Pato Branco, realizaram, na manhã de sábado (07), no Largo da Liberdade, a entrega de certificados para 157 formandos dos cursos do Programa Escola Pato Branco Digital. O programa, que tem o objetivo de estimular a vocação inovadora das mais variadas faixas etárias, por meio do conhecimento, formou 11 turmas, de nove cursos, voltados à área de tecnologia, com módulos básicos e avançados.

Nesta edição, foram oferecidos os cursos de Desenvolvimento de Páginas Web; Introdução à Programação em C; Robótica e Programação em Arduino – Básico; Robótica e Programação em Arduino – Intermediário; Programação e Robótica Lego Mindstorms; Montagem e Manutenção de Computadores; Introdução à Programação em Scratch; Sistema Operacional e Aplicativos para Escritório; e Programação Android com App Inventor.

Os cursos, com carga horária de 30 e 36 horas, iniciaram em agosto e foram ministrados na UTFPR – Câmpus Pato Branco, por cinco professores universitários e 25 alunos voluntários da área de computação. Turmas das mais distintas faixas etárias participaram das aulas.

O secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Géri Natalino Dutra, destacou que a cada edição, o número dos cursos e das vagas são ampliados, para atender mais pessoas. “A tecnologia, a ciência e a inovação precisam fazer sentido para toda a comunidade, seja para o menino do bairro mais distante, para a criança do centro, para a pessoa que já tem formação, para a comunidade do interior e, também, para os municípios vizinhos. Todo esse processo tem tido um resultado muito positivo, já que alunos que participaram dos cursos hoje são acadêmicos nas faculdades de Pato Branco e até mesmo profissionais que atuam na área de informática das empresas da cidade”, salientou.

O professor, responsável pelo Dainf da UTFPR – Câmpus Pato Branco, Doutor Fábio Favarim, ressaltou que o Programa Escola Pato Branco Digital tem dado muitos frutos e aproximado, cada vez mais, a universidade da população. “Um dos frutos desse projeto é que alunos que participaram dos cursos, hoje são instrutores e compartilham seus conhecimentos com outros estudantes, de forma gratuita”, disse.

Rafael Suetsugu Mello, de 20 anos, é um desses alunos. Em 2018, ele participou do programa e, neste ano, se tornou instrutor do curso de Introdução à Programação em C. “Foi uma experiência incrível, porque nunca pensei em ser professor e, ter a oportunidade de ensinar para crianças e jovens, me abriu os horizontes. É de certa forma, retribuir, tudo o que aprendi”, contou.

Conhecimento que transforma

Gilberto Frizon, de 52 anos, e Gilberto Frizon Júnior, de 25 anos, pai e filho, respectivamente, de Pato Branco, tiveram um aprendizado diferenciado ao fazerem, juntos, o curso de Robótica e Programação em Arduino – Básico. Eles, que também trabalham juntos, na empresa da família, decidiram aprimorar seus conhecimentos. “A ideia de participar do curso foi do meu pai, que já planeja e monta máquinas, e eu acabei vindo para incentivá-lo e me apaixonei. Além de ficarmos mais tempo próximos, as decisões foram compartilhadas em conjunto. Gostamos tanto que pretendemos dar continuidade ano que vem”, comentou Gilberto Frizon Júnior.

Mateus Eduardo Bim, 7 anos, de Pato Branco, fez o curso de Introdução à Programação em Scratch. Para ele, foi sensacional. “Aprendi bastante, foi o curso que eu mais gostei de fazer até hoje. Além de criar joguinhos, descobri que existem muitas possibilidades nessa área. Foi muito legal”, frisou.

Vitor Rossetti Perin, de 15 anos, de Coronel Vivida, foi aluno do curso de Montagem e Manutenção de Computadores. “Só posso agradecer aos professores pelos ensinamentos, muito válidos, e que ofereceram novas e diversas possibilidades. Mesmo não pensando em trabalhar nessa área, certamente, hoje estou mais preparado para o mercado de trabalho”, disse.

Daniela Scarabelot de Oliveira, mãe de Tobias Scarabelot de Oliveira, 10 anos, de Pato Branco, salientou que, para o filho, o curso de Introdução à Programação em Scratch foi de grande valia. “Se tratando de tecnologia, foi importante, porque o mundo é globalizado e inserir as crianças, dessa forma saudável, foi muito interessante. Todos estão de parabéns”, enfatizou.

O Programa

Desde o início do programa, em 2016, o Escola Pato Branco Digital já qualificou mais de 1.600 pessoas. Nesse ano, foram certificados mais de 300 alunos. Para o primeiro semestre de 2020, serão disponibilizadas outras 400 vagas. Mais informações sobre os cursos e vagas, na Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, pelo telefone (46) 3220-6080.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários