Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Escola Municipal incentiva cultivo e consumo de orgânicos

A tarde desta quarta-feira (28) foi especial para alunos e professores da Escola Municipal Santos Dumont. A expectativa era grande para a primeira colheita da horta desenvolvida pelos alunos dos 3º, 4º e 5º anos, que participam do projeto “Cultivando a Educação”, dentro das oficinas de Educação Integral. A iniciativa é desenvolvida pela Prefeitura e pelo Programa Mais Educação, do Ministério da Educação, e conta com apoio do curso de Agronomia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Câmpus Pato Branco.

O momento contou com a presença de professores, alunos e do prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi. Para ele, atividades que possibilitam experiências do gênero fazem a diferença na formação. “As crianças têm que saber de onde vêm os alimentos, reconhecer que muito antes de chegarem ao mercado, existe uma produção que envolve cuidado, zelo e muita dedicação. Ao aproximar nossos alunos do cultivo, também valorizamos a agricultura. Esse é um aprendizado para a vida toda”, salienta o prefeito. O diretor-geral da UTFPR, Idemir Citadin, também marcou presença.

De acordo com a diretora da Escola Santos Dumont, Clair Preisler Andria, cerca de 110 crianças participam do “Cultivando a Educação”, onde aprendem sobre alimentação orgânica de um jeito diferente. Mas esse número deverá aumentar, pois o projeto será estendido a crianças da pré-escola, 1º e 2º anos.

“Incentivamos as crianças a produzirem o próprio alimento, assim como consumirem verduras e legumes. O trabalho com a terra movimentou a escola, também refletiu no comportamento dos alunos, que estão mais zelosos com a escola e com os colegas. As famílias aprovaram a iniciativa, pois querem que os filhos tenham esse contato com o meio ambiente”, avaliou a professora Clair.

O cultivo contou com a orientação de acadêmicos do curso de Agronomia da UTFPR – Câmpus Pato Branco. Essa foi a primeira etapa do projeto. Em seguida, serão trabalhadas receitas, que utilizem as variedades da horta. Depois, eles terão uma etapa de Educação Financeira, conforme adianta Clair.

“Os alunos venderão verduras para a comunidade e familiares, onde o valor arrecadado será destinado para uma confraternização entre os participantes do projeto. Eles terão que pesquisar o menor preço de produtos, aprendendo a importância da economia na prática”, destaca a diretora. Entre os legumes e verduras cultivados pela escola estão alface, cebolinha, rabanete, tomate, entre outros. Chás também fazem parte da variedade.

Os alunos puderam levar as primeiras verduras para casa. Quem estava orgulho com o resultado era Alex Duarte, 10 anos, aluno do 5º ano. Ele já havia cultivado alimentos na horta de casa, mas na escola a experiência oportunizou novos aprendizados. “Quando a gente crescer, teremos uma vida melhor se cultivarmos, porque é melhor plantar o alimento. Minha mãe vai fazer essa alface no almoço”, contou.

A turma de Gustavo Alexandre de Assis Waltrick, 11 anos, aluno do 5º ano, observa o crescimento das verduras da janela da sala. Ter acompanhado a evolução de camarote foi um momento especial para ele. “Foi muito legal, nós plantamos, esperamos uns dois meses e hoje colhemos. Me senti alegre ao ver o que plantamos crescer”, completou.

Além da horta, dentro do Programa Mais Educação, do Ministério da Educação, a Escola Santos Dumont tem oficinas de capoeira, apoio pedagógico, hip-hop e recreação em contraturno.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários