Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Escola de Artes apresentará história do futebol em espetáculo

Em 2013, espetáculo da Escola de Artes homenageou o centenário de Vinicius de Moraes

 

Nesta sexta-feira, dia 21, às 19h30, no Teatro Naura Rigon, a Escola Municipal de Artes de Pato Branco realizará o espetáculo anual, reunindo alunos das oficinas ministradas em 2014. Com o tema “Viver e não ter a vergonha de ser feliz”, o espetáculo transitará pela história do futebol, das Copas do Mundo e da vida de Charles Miller, considerado o precursor do futebol no Brasil.

Ao todo, 87 crianças, de 6 a 12 anos, passarão pelo palco do Teatro Naura Rigon na noite de sexta-feira (21), alunos da Rede Municipal de Educação. Eles mostrarão o que aprenderam nas oficinas de musicalização, dança, teatro e circo, ofertadas pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura de forma gratuita, através dos projetos de Educação Integral.

Na apresentação, predominarão canções populares do Brasil, mas também haverá temas dos mundiais mais recentes, interpretados por cantores internacionais, conforme adianta a coordenadora-adjunta da Escola Municipal de Artes, Kátia Variani.

“Teremos de Gonzaguinha a Shakira, tudo para fazermos uma grande homenagem à diversidade cultural e étnica do Brasil, quando também abordaremos questões de igualdade racial e a nossa educação enquanto seres humanos”, adianta Kátia.

A Escola Municipal de Artes é um projeto da Prefeitura de Pato Branco, que atualmente atende 134 alunos, entre crianças e adultos. Além das oficinas voltadas aos alunos da Rede Municipal de Educação, o trabalho atende a comunidade, com cursos de informática e ginástica no período da noite, envolvendo adultos.

O espetáculo marcará, ainda, o encerramento do ano letivo. “Vamos mostrar o potencial dos nossos alunos, assim como o trabalho desenvolvido pela Escola de Artes no decorrer deste ano, que além de despertar o talento e criatividade das crianças, desenvolve inclusão social através das oficinas ofertadas à comunidade”, enfatiza o coordenador-adjunto da Escola Municipal de Artes, Paulo Vicari.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários