Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Sistema Fiep homenageia Rede Municipal de Educação de Pato Branco

A secretária municipal de Educação e Cultura de Pato Branco, Heloí Aparecida De Carli, esteve em Curitiba na segunda-feira, dia 12, participando de encontro promovido pelo Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Sistema Fiep), que reuniu secretários municipais de Educação de cidades paranaenses, para homenagear os municípios que se destacam na gestão e na qualidade do Ensino ofertado na rede pública.

O encontro – que integrou a programação do Conselho Temático de Desenvolvimento das Cidades e Regiões, no Campus da Indústria – reuniu os 23 municípios do Paraná, dentre os 399, que obtiveram mais de 7.0 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). O objetivo foi salientar a importância da qualidade da Educação pública, para o desenvolvimento local e regional.

“A troca de experiências entre os gestores municipais e o reconhecimento aos melhores desempenhos no IDEB, contribuiu para otimizar as práticas de sucesso socializadas”, pontua a secretária Heloí.

Como Pato Branco possui média 7.1 no IDEB e lidera no Paraná, entre as cidades de médio porte (com até 100 mil habitantes), na ocasião a secretária Heloí recebeu o certificado que simboliza o reconhecimento do Sistema Fiep pelo desempenho obtido na Rede Municipal de Pato Branco. A evolução foi grande, considerando que, em 2013, a média da cidade era 5.9.

Heloí destaca que, para melhorar o desempenho, diversas ações foram desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura. “É importante salientar que trabalhamos em rede, pois temos uma equipe pedagógica que atua junto às escolas, realizando a avaliação diagnóstica e periódica, orientando as ações de cada unidade escolar. Isso também estimula a autoavaliação de cada escola, respeitando as especificidades e demandas de cada bairro e localidade da cidade”, pontua.

O protagonismo dos professores também é evidenciado por Heloí. “Em sala de aula, os nossos professores trabalham com entusiasmo e respeitam a diversidade, bem como as características dos alunos. Assim, os professores podem propor e realizar projetos inovadores, promovendo práticas pedagógicas que estimulem o aprendizado com criatividade, o que desencadeia a construção do conhecimento”, destaca.

Heloí reuniu parte da equipe pedagógica e administrativa da Secretaria Municipal de Educação e Cultura na manhã de terça-feira, dia 13, para comentar os principais exemplos apresentados no encontro.

“Também vamos reunir as equipes pedagógicas das escolas, para apresentar nossas propostas e averiguar qual o planejamento pretendido por elas. Nossa prioridade é a realização de três novos projetos: um de Educação Ambiental, outro de Educação para o Trânsito e outro de Musicalização”, comenta a secretária.

Educação de Pato Branco

São mais de 8 mil crianças atendidas diariamente nas 26 escolas e nos 23 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de Pato Branco. Para avaliar o desempenho dos alunos e projetar os avanços, desde 2013, é desenvolvida uma avaliação diagnóstica nos meses de maio e outubro, com alunos do 1º ao 5º ano, utilizando-se dos mesmos critérios do INEP/MEC. A partir da análise dos dados, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura encaminha orientações e sugestões de ações para todas as escolas.

“O Ministério da Educação prevê a contratação de equipe para realizar a avaliação diagnóstica. Aqui em Pato Branco, no entanto, a avaliação é elaborada e aplicada pela própria equipe da Secretaria Municipal de Educação, o que demonstra o diferencial do trabalho que estamos realizando, atuando de forma direta, junto às escolas”, ressalta Heloí.

Destaque também para a implantação da Equipe Multidisciplinar, composta por psicóloga, pedagoga e psicopedagoga, que acompanha alunos inclusos na Educação Especial. Além disso, houve a contratação de mais de 140 profissionais através de concurso, entre professores, merendeiras e zeladoras.

Tempo integral

“O fortalecimento da Educação em Tempo Integral também merece destaque, pois alavanca o ensino regular de forma lúdica e atraente”, aponta Heloí. O número de alunos atendidos na modalidade, na Rede Municipal de Pato Branco, passou de 798 em 2012, para 2.916 em 2017, sendo que 1.629 alunos almoçam nas escolas.

Ou seja, a ampliação das oficinas ofertadas, oportunizou que mais 2.118 alunos possam desenvolver novas habilidades, como música, teatro, dança, entre outras, além de trabalhar letramento e raciocínio lógico. Para tanto, Pato Branco conta, ainda, com a Escola Municipal de Artes, que oferece oficinas circenses, artísticas, de expressão corporal e robótica.

Tecnologia e criatividade

Entre os principais diferenciais da Educação de Pato Branco está a inclusão da tecnologia no ambiente escolar. Em agosto de 2013, iniciou o Programa Clique Conhecimento, com a disponibilização de tablets educacionais a alunos dos 4º e 5º anos, assim como aos professores que lecionam nessas turmas. Notebooks também foram ofertados a boa parte dos docentes.

Há, também, as oficinas de robótica, que estimulam a criatividade e a percepção das crianças em relação ao uso construtivo das tecnologias. Paralelamente, houve a revitalização de laboratórios de informática das escolas.

Formação constante

Para a execução desses programas e ações inovadoras, foram implementadas atividades de formação continuada aos professores, incentivando o aprimoramento profissional, com destaque para a parceria com a UTFPR – Câmpus Pato Branco e com o Sesc. Houve, ainda, a adesão ao Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa – PNAIC, do Ministério da Educação.

A formação dos gestores, com a oferta de um curso de 100 horas, distribuídas em 40 horas presenciais e outras de estudo e de realização de projetos, ao longo de 2017, também contribuiu para a melhoria dos processos de aprendizagem escolar.

Infraestrutura

Paralelamente ao planejamento pedagógico, o Município trabalha pela estruturação física da Rede Municipal. Desde 2013, duas escolas foram construídas e estão em funcionamento, no bairro Veneza e na comunidade de Passo da Ilha. O mesmo aconteceu nos bairros São Cristóvão e Parque do Som, que receberam novos CMEIs. Além disso, outras três escolas estão em construção, nos bairros Parque do Som, São João/Alto da Glória e São Francisco; neste bairro, também, está sendo construído um CMEI.

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários