Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Projeto voltado à educação ambiental oportuniza novas vivências aos alunos das escolas municipais

A Prefeitura de Pato Branco, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, está desenvolvendo um projeto de Educação Ambiental em todas as 26 escolas da rede pública municipal. As atividades interdisciplinares envolvem alunos do 1º ao 5º ano. Ao todo, são cerca de 5 mil crianças envolvidas e que estão sendo  estimuladas a olharem para o meio ambiente, com mais respeito e conscientização – ensinamentos que também estão sendo levados às famílias.

Na Escola Municipal São Luis, na Comunidade de São Roque do Chopim, as crianças aprendem matemática, enquanto plantam mudas de violeta, em vasos de bambu espalhados pelas áreas de convivência. Há, também, quem prefira regar as verduras da horta, como a aluna do 3º ano, Ana Clara Ribeiro Borges da Maia, que aos 8 anos já sabe cultivar alguns alimentos.

“Gosto também de molhar as árvores frutíferas. Fico feliz quando as verduras e frutas que plantamos chegam à nossa merenda. A escola está muito mais legal e estou orgulhosa, pois estamos cuidando do meio ambiente”, disse.

Quem passeia pela Escola se depara com pergolado de bambu, horta de verduras, jardins suspensos, em vasos de pneus que seriam descartados, paletes para violetas e viveiros para pássaros. Os bambus e os paletes foram doados por meio da parceria entre a Escola, comunidade e Associação de Pais e Mestres (APM).

A diretora da Escola Municipal São Luis, Ione Iaguczeski de Avila, destaca que o projeto envolveu toda a comunidade escolar, desde as crianças, os professores e também os pais. “Está sendo muito prazeroso, pois percebemos nos alunos a alegria de participar, de plantar, de ver a plantinha crescer e florescer, especialmente quando a verdura que eles plantaram e regaram chega à mesa. Tudo isso reflete na sala de aula, pois o meio ambiente é um assunto que deve ser abordado diariamente. É uma vivência maravilhosa, que eles também levam para suas casas”, enfatiza.

A professora Rosalina Lotti Guarez evidencia o caráter interdisciplinar do projeto, pois as ações de ajardinamento e arborização também são integradas ao conteúdo curricular previsto e ensinado em sala de aula. “Os alunos plantam as árvores, as flores e também ajudam a cuidar. Isso é trabalhado em Português, Matemática, História, Ciências, Geografia e nas demais disciplinas. Precisamos estimular nas crianças, desde pequenas, a importância de cuidar da natureza”, destaca.

Um jeito novo de olhar para o lixo

Na Escola Municipal Antonio Cadorin, no Bairro Cadorin, as crianças estão sendo motivadas a repensar seus hábitos de consumo. Desde que o projeto iniciou, foram realizadas palestras, visita ao Aterro Sanitário, entre outras ações. Os alunos produziram, ainda, jogos pedagógicos e maquetes com materiais recicláveis, trazidos de casa.

“Estamos apresentando, aos alunos, diversos destinos para os resíduos que descartamos diariamente. Quando visitamos o aterro, vimos toda a realidade em relação à quantidade de lixo produzido em Pato Branco, o que deixou os alunos impressionados e sensibilizados quanto ao consumo e, principalmente, quanto à importância da coleta seletiva”, enfatiza a professora Luzia Steimbach.

O aluno do 5º ano, Mizael Benício Sanguino, 10 anos, conta que para realizar as atividades, os alunos têm o auxílio do tablet educacional do Clique Conhecimento. “Trouxemos de casa caixas de pizza, para fazer um desenho, em que pesquisamos textos e ideias no tablet. Eu e meus amigos estamos muito contentes com as atividades, pois todos sabemos que a poluição está tomando conta do mundo, também porque as pessoas misturam o lixo orgânico com o reciclável. Precisamos fazer a nossa parte”, enfatizou.

Para a diretora da Escola Municipal Antonio Cadorin, Rosani Roldo Bonetti, o projeto está diversificando e enriquecendo o trabalho pedagógico. “É muito importante ver os professores e os alunos envolvidos, conscientizando as famílias sobre isso. Tivemos uma grande receptividade de toda a comunidade escolar, especialmente porque as professoras estão motivadas, trazendo novas ideias, o que enriquece o processo de ensino-aprendizagem”, destaca.

Na Escola haverá, também, a apresentação das ações do projeto para as famílias, em um evento que está sendo organizado pela equipe pedagógica. Além disso, alunos dos 4º e 5º anos elaborarão um folder, que será distribuído pelos alunos à comunidade.

O Projeto

Lançado em maio deste ano, pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, o Projeto de Meio Ambiente na Escola objetiva o desenvolvimento integral dos educandos, refletindo sobre os conceitos básicos das questões ambientais, de forma a oferecer ferramentas de aprendizagem adequadas e motivadoras. As equipes da Secretaria elaboraram algumas sugestões para os trabalhos, como entrevistas, montagem de produções artísticas e fotográficas, entre outras, para serem realizadas em todas as 26 escolas da Rede Municipal.

A secretária municipal de Educação e Cultura, Heloí Aparecida De Carli, evidencia que o Projeto está oportunizando, além da construção do conhecimento por meio de experiências significativas, mudanças no comportamento dos alunos e suas famílias, o que contribui no desenvolvimento social e na consciência ambiental.

“Refletir sobre o meio ambiente significa, sobretudo, avaliar os nossos hábitos enquanto cidadãos. Quando este debate chega à sala de aula, estamos associando aos conteúdos pedagógicos, por meio do caráter interdisciplinar, noções de cidadania para que os nossos alunos tornem-se multiplicadores, envolvendo as famílias e a comunidade”, ressalta a secretária.

O Projeto atende, ainda, à Lei Municipal nº 4619, de 23 de junho de 2015, que instituiu o Plano Municipal de Educação.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários