Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Curso de Medicina de Pato Branco será ofertado pela Fadep

Nesta sexta-feira, dia 10, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro e o ministro da Saúde, Arthur Chioro, anunciaram as instituições de ensino habilitadas a ofertarem a graduação de Medicina nas cidades contempladas pelo curso.  Pato Branco está entre elas e, no município, a Faculdade de Pato Branco (Fadep) foi a escolhida.

O prefeito Augustinho Zucchi comemorou a notícia e ressaltou que a confirmação pela Fadep fortalece o polo regional de Educação existente em Pato Branco, coroando os esforços e planejamento da Administração Municipal pela oferta do curso.

“Comemoramos mais uma conquista histórica junto com a região Sudoeste, pois o curso de Medicina fortalece a nossa condição de polo regional de Educação. O curso é um compromisso desta gestão e contempla o nosso planejamento pela humanização, bem como contribuirá na qualidade da saúde. Além disso, os pato-branquenses que tiverem o sonho de cursar Medicina terão a oportunidade de permanecerem perto de suas famílias, realidade esperada por muitos anos”, destacou.

Pato Branco cumpriu todos os requisitos das etapas de credenciamento realizadas pelo Ministério da Educação (MEC) dentro da expansão de vagas promovida pelo Programa Mais Médicos, que selecionou 39 cidades consideradas prioritárias. Pato Branco foi habilitado por dispor, além da relevância social pela graduação, qualidade nos serviços de saúde ofertados no Município e estrutura para receber o curso.

“Contratamos mais de 200 profissionais aprovados em concurso para a Secretaria de Saúde desde 2013, chegamos a 17 equipes de Estratégia, Saúde da Família, estamos construindo 4 novas unidades de saúde, estruturamos e equipamos a UPA 24 horas, que já está em funcionamento. Assumimos o compromisso de ofertar uma nova realidade na saúde pública de Pato Branco e o curso de Medicina completa os nossos esforços”, ponderou o prefeito.

Zucchi agradeceu os envolvidos na conquista, assim como o deputado federal Zeca Dirceu, a senadora Gleisi Hoffmann e o prefeito de Coronel Vivida, Frank Schiavini, que somou-se ao processo para a instalação do curso, com a estrutura de leitos disponíveis no município.

Os ministérios analisaram ainda o projeto pedagógico de cada curso, o corpo docente, a infraestrutura e o plano de implantação da residência médica. A análise também descartou o risco de descontinuidade da formação médica. “Todas as propostas selecionadas passaram por esse crivo. Há uma garantia da sustentabilidade desse projeto”, garantiu a secretária de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Marta Abramo.

O diretor-geral da Fadep, Eliseu Miguel Bertelli, ressaltou que a instituição está preparada para ofertar o curso, pois dispõe de infraestrutura e corpo docente, condição que possibilita a realização do vestibular prevista para novembro próximo – e, sendo assim, a oferta da graduação já para o primeiro semestre de 2016.

“Pleiteamos o curso de Medicina desde 2006. A comunidade acadêmica da Fadep, assim como Pato Branco e o Sudoeste ganham muito com a oferta do curso. O que fica é o sentimento de dever cumprido e muita alegria por ver um projeto dessa grandiosidade concretizado”, completou Eliseu.

Dos 36 novos cursos anunciados, 13 estão em São Paulo, seis na Bahia, quatro em Minas Gerais, quatro no Paraná, três no Rio Grande do Sul, dois no Rio de Janeiro, um no Espírito Santo, um em Pernambuco, um em Rondônia e um em Santa Catarina.

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários