Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Em Pato Branco, grupo de teatro municipal desperta talentos para a arte

Espetáculo “Missão Polo Norte”, apresentado no decorrer de novembro, é interpretado por crianças, jovens e idosos

 

São meses de ensaio à espera do grande dia: a estreia da peça. Quando chega o momento, o som dos passos no palco acompanha o coração, que pulsa acelerado. Tudo está ali, diante dos olhos, no contorno da luz baixa do teatro. É possível ver o rosto do público e admirar o cenário, que se materializam em realidade. Essa foi a sensação vivida pelos alunos do grupo de teatro do Departamento Municipal de Cultura de Pato Branco, ao apresentar o espetáculo “Missão Polo Norte”, que teve quatro edições durante o mês de novembro.

Foi a primeira vez que Maria Eduarda Farias Neves, 13 anos, subiu ao palco dando vida a uma protagonista e, por alguns minutos, passou a ser apenas “Sara”, sua personagem, heroína da história de conto de fadas. Ela, que começou a estudar teatro no início de 2017, compartilhou que esse era um sonho.

“O teatro e a arte sempre foram um sonho para mim. Hoje, eu sei o que é a estreia de uma peça, aprendi coisas que vou levar para a vida e ensinamentos que me mostraram o que realmente é o teatro. Meu sonho é ser atriz, fazer faculdade de cinema e continuar”, disse, pouco antes de iniciar a apresentação.

Mateus Henrique Müller, 11 anos, que também protagonizou a peça ao lado de Maria Eduarda, começou a participar do grupo em 2016. “Eu tinha medo de público, mas eu gostava de me apresentar. Então, minha mãe me colocou no teatro e isso tem me motivado muito. Pretendo ser ator e, nas aulas, aprendi a trabalhar em grupo, não pensar só em mim”, revelou.

O espetáculo reuniu crianças, jovens e idosos. Afinal, conforme frisa a diretora do Departamento Municipal de Cultura e idealizadora do grupo, Eliane Gauze, não há idade para quem sonha em viver a experiência da atuação teatral.  Ao longo do mês, a peça foi apresentada para alunos da rede pública e privada de ensino de Pato Branco e, também, para os pais dos alunos.

O espetáculo “Missão Polo Norte” faz parte de um projeto de Eliane que, inicialmente, seria um livro. A adaptação interpretada pelo grupo de teatro do Município resulta do estudo feito por ela sobre os personagens e ícones que compõem o Natal, em diferentes partes do mundo.

“A cultura mundial, quando retrata o Natal, se baseia apenas no Papai Noel e nos duendes, quando, na verdade, há muitos outros personagens e seres mágicos que possuem, em suas características e personalidades, traços e ensinamentos ligados ao amor, à fé e à amizade. Esse também é o sentido da peça”, pontua Eliane.

Além do figurino feito especialmente para a peça, quem assistiu as apresentações pôde conferir um cenário composto por luzes e sombras, o que exigiu dos atores, também, técnicas de expressão corporal. Os ensaios começaram em abril, mas a organização, com apresentações dos croquis dos figurinos e do cenário, ocorreu logo em janeiro.

Ainda dá tempo de assistir à peça “Missão Polo Norte”. A última sessão desta temporada será neste domingo, dia 19, às 17h, no Teatro Municipal Naura Rigon. A entrada é gratuita.

Grupo de teatro municipal

Após o período sem a formação do grupo de teatro municipal, o projeto foi retomado pela Prefeitura em 2013 e, hoje, conta com 45 alunos, de diversas faixas etárias, o que permite a realização de peças infanto-juvenis e históricas, a exemplo do espetáculo produzido em celebração dos 60 anos da Revolta do Posseiros, que também contou com os alunos do grupo.

De acordo com Eliane, a participação das crianças e incentivo dos pais para que, desde cedo, elas passem a estudar teatro, é fundamental. “A criança busca o teatro como forma de conhecimento e hábito de leitura, porque essa arte exige muita pesquisa e referências, possibilita o contato com enredos, cenários e figurinos. Assim, o teatro oportuniza que a criança cresça e se desenvolva, imersa em livros, figuras e espetáculos”, pontua a diretora do departamento de Cultura, que é diretora teatral e profissional da área.

As matrículas para o grupo de teatro municipal começam no dia 1º de fevereiro de 2018 e a participação é gratuita, com turmas nos três turnos, no decorrer da semana. “Todos os alunos receberão certificados. Há a parte teórica, o estudo e as apresentações, como ocorre num processo de formação completo, em uma escola de teatro”, completa Eliane.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários