Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Mais de mil animais foram adotados nas feiras realizadas pela Prefeitura

A nova história da Cacau, vira-lata adotada pela família da Gabriela Bolzan Ferraz no último sábado (15), é um exemplo de que os animais merecem respeito, carinho e, sobretudo, famílias prontas para dar e receber muito amor

 

Pato Branco chegou à marca de mil animais adotados nas feiras promovidas pela Prefeitura e que acontecem desde 2014. No último sábado, dia 15, aconteceu a 27ª edição do projeto, que contou com a realização da Secretaria Municipal de Meio Ambiental e apoio do Conselho Municipal de Proteção dos Animais (Compato), da Ordem Internacional do Arco-Íris para Meninas e do Posto Gabriel. Na ocasião, 30 cães e gatos foram adotados.

O milésimo animal a ganhar um novo lar foi a Cacau, que desde o último final de semana, além do novo nome, também ganhou uma nova família. Ela aceitou a Gabriela Bolzan Ferraz como dona desde o primeiro instante, retribuindo o carinho da menina de 09 anos, com gestos de ternura e cumplicidade.

“Assim que chegamos à Feira, a Gabriela já se identificou e escolheu a Cacau. Foi um momento muito especial, pois desde o primeiro momento a cachorrinha já passou a reconhecer minha filha como dona, se aconchegando nos braços dela, até que pegou no sono, tranquila, pois a espera tinha acabado”, conta Danieli Bolzan da Silva Ferraz, emocionada.

Daniela relata que adotar um animal que já esteve em situação de risco foi uma experiência muito especial para a família. “Estamos muito felizes, curtindo essa nova fase. A Cacau está recebendo todo amor, carinho e cuidado, pois foi muito esperada por todos nós. Recomendo às pessoas para que adotem, sim, pois é recompensador fazer e sentir o bem. Afinal, a todo momento somos presenteados com o sentimento de gratidão emanado pelo animal”, revela.

Aliás, a ideia de adotar foi da própria Gabriela, que não aceitou “comprar um ser vivo”, como recorda o pai, Ivan Miguel da Silva Ferraz. “Nossa filha estava se sentindo sozinha e queria um animal de estimação. No primeiro momento, cogitamos comprar um cachorro, mas a Gabriela não quis, sendo enfática de que um ser vivo não pode ser vendido. Então, motivados por ela, resolvemos adotar”, completa Ivan, orgulhoso pelo gesto da filha.

As feiras

A cada edição da Feira, os cães e gatos disponíveis para adoção são resgatados das ruas ou encontram-se em situações de risco. Atualmente, as feiras estão sendo promovidas mensalmente e, em paralelo, ações de conscientização sobre o cuidado e o respeito com os animais estão sendo promovidas pelo Município, com apoio de ONGs de proteção e que praticam acolhimento de animais.

“Hoje, podemos dizer que Pato Branco está dando um verdadeiro exemplo quanto à conscientização sobre o acolhimento e bem-estar de animais abandonados. Além disso, a população compreendeu que abandonar ou maltratar animais é crime. A população está unidade em prol desta causa e, ao chegarmos a mil animais adotados, celebramos este momento único para a nossa cidade”, destaca o secretário municipal de Meio Ambiente, Nelson Bertani.

As feiras realizadas pelo Município iniciaram em 2014 e, desde então, oportunizaram a adoção de 1.002 animais em Pato Branco. Após adotados, eles são castrados e chipados, gratuitamente, pelo Programa Municipal de Controle Populacional de Animais de Rua.

O Programa de castração e chipagem, que também iniciou em 2014, atendeu cerca de 2 mil cães e gatos com o procedimento cirúrgico. No início das ações, a iniciativa contou com recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente e, hoje, os investimentos são da Secretaria Municipal de Meio Ambiental.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários